Usuário:
Senha:
 
  Esqueci minha senha
 
HOME  |   CÉLIA PENATTI  |   NOTÍCIAS  |   CONTATO
   
 
Agenda 
Artigos
Calendário
Challengianos em Ação
Depoimentos
Downloads
Galeria de Fotos
Galeria de Vídeos
 
Get the Flash Player to see this rotator.
 
 
Artigos
 

 07-01-2011
Crescer no amar


 

Se você optou por dar amor infalível a alguém, esteja preparada para pagar o preço. Haverá vezes que parecerá ser mais fácil dizer adeus, porque você foi magoada de verdade ou simplesmente porque exige-se disciplina para se manter uma amizade a longa distancia.  Mas é nesse caso que nós cristãos devemos ser diferentes de todos, porque os  agnósticos ou os céticos não conhecem o exemplo e o poder de Cristo.

Veja: Jonatas pediu para Davi demonstrar "amor infalível como o do Senhor". Mas como é esse amor? É aquele que é dado com grande sacrifício pessoal. Tal como Cristo deu sua vida por nós e ainda assim continuamos lhe traindo, devemos amar mesmo quando nos sentimos traídos. Traição de acordo com um teste feito pela Psichology Today com mais de 40.000 amigos, é a principal motivo do desfecho de amizades. Cedo ou tarde um amigo acaba vacilando e comete uma severa traição.

Um conselheiro matrimonial, outro dia me disse que os relacionamentos mais íntimos, entre os quais estão o casamento e as amizades profundas, tem um ritmo natural de intensa intimidade e de privacidade. Pelo fato das duas condições terem um certo grau de desconforto inerente, vacilamos entre as duas: se somos íntimos então sentimos falta de espaço; se estamos distantes então sentimos saudades. Se interpretamos o período natural da privacidade como uma traição (o que não é) e assim ficarmos magoados e com raiva, podemos nos tornar traidores.

Presenciei o seguinte fato:

Márcia contou-me que estava muito magoada com Ruth por não vê-la por um tempo. Ao invés de continuar amando Ruth infalivelmente, Márcia encontrou a oportunidade de descontar sua mágoa em Ruth, quando o pai dela morreu. Ruth não deu para ir ao funeral, apesar de Márcia ter ligado chorando. Ruth ficou profundamente machucada no momento vulnerável de sua vida, seus conhecidos todos foram ao funeral ,menos sua melhor amiga. Eventualmente por causa da confrontação de Ruth, as duas foram capazes de aceitar suas diferenças. Mas freqüentemente,em uma situação como está, nós simplesmente deixamos uma amizade querida morrer.

O tempo mais difícil para demonstrarmos amor infalível a uma amiga é quando sentimos que ela não liga mais para nós. Nossa natureza carnal tem a tendência de infligir a dor ao invés de se demonstrar amor! Entretanto, quando demonstrarmos amor infalível a uma pessoa que não o merece, nos tornamos mais parecidas com Cristo.

O verdadeiro sentido desta vida é o de nos lembrar da obrigação de nos mantermos fiéis, custe o que custar. Devemos ter a responsabilidade de cumprirmos nossos votos. Percebi ser bastante interessante o fato de Jonatas e Davi estarem constantemente reafirmando seus votos de amor infalível.

Jonatas e Davi tiveram que pagar um alto preço para manterem seus votos. Mesmo correndo um grande risco de vida, Jonatas demonstrou amor infalível ao prevenir Davi que seu pai pretendia matá-lo. Ele nunca pediu para Davi fugir pois temia a dor dessa partida.

Calcados neste exemplo como você agiria?

Continuando e visualizando a cena, Davi fica prostrado perante Jonatas lamentando-se inconsoladamente. Mas É JONATAS QUE AJUDA DAVI CONTROLAR SUAS emoções dizendo: " Vá em paz, pois temos jurado um ao outro, esse nome do Senhor, quando dissemos:

O Senhor para sempre é testemunho entre nós e entre os nossos descendentes. (SM 20:42)

Precisamos ter compromisso uns com os outros.

O auto-reconhecimento é lembrarmos de que somos e do quanto já sabemos, e utilizarmos esses recursos no agora, independentemente das circunstâncias e do lugar. Cada vez mais precisamos desenvolver a nossa sensibilidade porque é a linguagem que viabiliza esse despertar.Promover a parceria entre sentir e pensar em todas as atividades do dia - a -dia nos aproximará a intimidade de nosso ser e uma sintonia mais fina com a vida.

Diante de tal providencia, levemos em conta que o grau de dificuldade ou facilidade que encontraremos nesse processo, será estabelecido pela determinação de buscarmos o melhor, e não o que nos convém.

O autor Seji Yokoyama diz: Todos os que realmente pretendem aprender não cabe o temor de fracassar, o erro e o acerto são lições que compõe as experiências indispensáveis a construção do saber.

O que você e eu vamos arriscar, e até errar hoje para o nosso desenvolvimento?

Vamos?

Espero por você no próximo lançamento!

Que cá entre nós, está um luxo!!

 



 
ÚLTIMOS ARTIGOS

27-05-2011 - Amar Guimarães Rosa
07-01-2011 - Flexibilidade feminina
07-01-2011 - Crescer no amar
07-01-2011 - Ser GG - Gente Grande
07-01-2011 - O vocabulário do sucesso
07-01-2011 - Administrar o tempo, cuidando da alma
25-08-2010 - O SUCESSO POR MEIO DOS RELACIONAMENTOS
02-07-2010 - AMANDO E MUDANDO
02-07-2010 - Atendimento ao cliente
02-07-2010 - A grande arte de decifrar pessoas
02-07-2010 - A MAGIA DA ATITUDE POSITIVA
02-07-2010 - A arte do encontro
23-03-2010 - Torturando palavras
23-03-2010 - A função do FGTS
23-03-2010 - Acidentes de trabalho e a folha de pagamento de 2010
23-03-2010 - Flexibilizar a legislação trabalhista?
 
 
Célia Penatti
Rua Bernardo Cupertino, 723 - Uberlândia/MG - Martins
Fone: (34) 3236-2041
Desenvolvido por Webearte